sábado, julho 4

POR QUE OS PEREGRINOS AINDA ESTÃO POR AQUI?

Átila da Silva, pr.

"A Igreja, portanto, é a presença de Jesus Cristo por meio de Seu povo, em prol do mundo. Embora provisória, essa presença é real, humana e histórica."
Jacques de Senarclens,
Herdeiros da Reforma,Editora ASTE, p.357.

Quando buscamos algo que nos leve a entender o objetivo da permanência da Igreja de Jesus nesse mundo, encontramos a sua vocação para ser sal e luz na vida daquelas pessoas sem relacionamento pessoal com Deus. Isso por meio das obras que ela faz. Seu compromisso com Jesus é expresso todos os dias a partir de cada nova obra realizada, pois todo peregrino foi criado em Cristo Jesus para as boas obras (Ef.2:10).
É interessante vermos a maneira como João relaciona as obras que uma pessoa realiza ao seu estado espiritual. O peregrino sabe dessa realidade:

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más... Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus”. João 3:19-21 (RA - grifo meu)

É fácil encontrarmos peregrinos reunidos à beira do caminho, parados, conversando, exercitando a imaginação sobre como a eternidade será maravilhosa, como serão as 'ruas de ouro', os carros de fogo, os semáforos com uma única cor (verde esperança, of course!). Outros multiplicam ajuntamentos que investem no prazer de fazer parte daquele grande grupo estacionado, de ouvir boa música, de deixar suas emoções aflorarem em espaço 'lícito, aprovado e epiritual'. Logo veremos peregrinos tendo idéias de como fazer com que aquele local de parada seja mais agradável e atenda a necessidade de todo peregrino que estacionar ali. Então, suas forças para a peregrinação são canalizadas para realizar obras de infraestrutura, não de vida para vidas.

Isso é tão comum: peregrinos que esquecem o porquê estão aqui.

Talvez seja por isso que comunidades de fé compartilhem tanta escuridão e egoísmo!

O que suas obras têm falado sobre você?
Reflita e seja peregrino!

Nenhum comentário: