segunda-feira, setembro 28

CHEGA DE OVELHAS, PRECISAMOS DE DISCÍPULOS!

Átila da Silva, pr.

A visão oportunizada por pregadores e escritores evangélicos quanto à similaridade entre o crente e a ovelha está, equivocadamente, entronizada na confissão de fé e no imaginário das pessoas que dizem seguir a Jesus.

Só que esta figura produziu uma noção desvinculada do conceito essencial de "discípulo", proposto pelo Mestre Jesus no Novo Testamento.

O 'rebanho evangélico atual' compreende-se desprovido, carente, incapaz, incompetente. Ele precisa sempre ser dirigido; um grupo de potenciais espirituais que não tem iniciativa, que necessita diuturnamente ser protegido e intermediado pelo pastor humano, projetado pelo rebanho, o qual possui, como único receptor dos oráculos divinos, a persona que assume a terceirização das tarefas espirituais das ovelhas.

Poderia elaborar uma reflexão sobre o contexto sócio-cultural brasileiro que também oportunizou essa vivência doentia. Mas prefiro priorizar a indicação do caminho dos discípulos que se deixaram fazer 'ovelhas'. Pessoas que abnegaram o privilégio de estudar a Palavra de Deus com afinco, de praticá-la pelo amor, tornando-se sujeitos de seu desenvolvimento espiritual com usufruto da convivência direta e assegurada com O Pastor (Salmo 23).

Por isso, ve-se que a convivência eclesiástica dessa ovelha é desenvolvida no conflito, na ocultação do verdadeiro ser, numa simples relação cúltica, programática, sem dons espirituais ativos, sem edificação do próximo, sem demonstração do amor prático de Cristo.

Contemplar um número imenso de discípulos preferindo cantar que servir, buscando a titulardade em ministérios promotores de hierarquias 'sacras' impostoras e sem qualquer efeito positivo no mundo espiritual, traz-me uma lembrança ao coração e um desejo que fortalece a razão e o ânimo: "vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz" (1Pe.2:9).


O peregrino sabe que é ovelha de Deus, mas nunca foi chamado para depender de alguém humano que o mande ir e fazer outros discípulos. Ele sabe que quanto maior a organização sem ação mais fácil será estacionar pelo caminho e perder a vocação para a caminhada.

O peregrino sabe que é ovelha de Deus, mas nunca se deixará enganar por títulos que subtraem o ser servo, e por discursos que substituem a mudança de vida.

Todo perergino precisa de um pastor... e conseguiu o seu na cruz.


Fontes:
Estilizadas por CONTRA MÃOS
70959.netminist.com/images
ocw.usu.edu
traveljournals.net

segunda-feira, setembro 21

DOMANDO O CAVALO XUCRO...

Átila da Silva, pr.

É maravilhoso podermos contar com Aquele que nos conhece por completo.
O caminho com Cristo é o aprendizado da inquietante verdade de que não devemos depender de outras pessoas, a não ser dEle, a fim de encontrarmos recursos para enfrentarmos os problemas que achamos que temos.
A Bíblia nos diz que enquanto não nos rendemos a Ele não podemos nos livrar daqueles nossos pensamentos egoístas e exigentes, que insistem em achar lugar na mente. Eles apontam, quer seja na direção da atenção exclusiva de pessoas, quer no sentido do pensamento igualmente possessivo de que nossos problemas são maiores do que os de outros e isso nos dá o direito de obter atenção e, principalmente, respostas imediatas e satisfatórias para os nossos questionamentos.

Quando não nos submetemos a Ele, agimos como um cavalo indomável à procura do que achamos ser o melhor para nós, a ponto de não respeitarmos os outros em suas limitações, oprimirmos os amigos e não percebermos que existem limites que não podemos ultrapassar.

Além de tudo isso,
não permitimos que Deus atue quebrando nosso ser.

Deixamo-nos persuadir pelo pecado do desespero e dos sentimentos contraditórios, os quais nos impulsionam na direção de qualquer resolução para aquelas coisas sobre as quais não temos o poder, as condições, o discernimento, a vontade de entregar e, principalmente, a permissão de Deus para tentar mudar com a insanidade das nossas mãos, quase sempre dependentes da própria força.
O peregrino sabe que deve domar esse cavalo xucro!
Quando houver a reflexão, a internalização e a prática dos princípios de vida de Deus não precisaremos mais ser reféns da visão e dos valores distorcidos que nos fazem adoecer na alma.

Fotos estilizadas por CONTRA MÃOS:
- mytho.com.pt
- news.softpedia.com

- myspace.com

sexta-feira, setembro 11

ATITUDE FILOSÓFICA É TEMA DE CAMPANHA

Átila da Silva, pr.

Temos incluido nesse espaço o incentivo semanal à leitura e ao estudo compromissado com o texto e o contexto bíblicos, além de mostrar que o caminho de mudança de vida próprio da peregrinação verdadeira em Cristo, passará necessariamente por REFLEXÃO.

Como temos a capacidade da introjeção e nosso meio social (inclusive evangélico) não prioriza ou priveligia a meditação e a reflexão filosófica questionadora, acabamos por terceirizar a tarefa, "árdua demais", de refletir e buscar perguntas que nos façam questionar de maneira profunda a realidade que nos cerca, a qual escolhemos para desenvolver nossas interações.

O cerceamento da reflexão é o instrumento predileto do dogmatismo religioso e do autoritarismo que infesta púlpitos, reuniões de estudo bíblico, de oração, de sociabilidade, de lideranças, de ajuntamento eclesiástico.

O peregrino sabe que tem a liberdade de questionar e refletir sobre todas as coisas para que com maior discernimento consiga perceber as respostas de Deus em Sua Palavra.

Por isso, incluo mais essa sensacional manifestação de apoio à reflexão filosófica.

Como disse o caro Professor John Stott "Crer é também pensar".






video

video

Leia um capítulo interessante: "A chamada ao Estudo"; John Stott. Baixe

Compre o livro "Crer é também Pensar" - ABU Editora, do mesmo autor.

FONTE DOS VÍDEOS:

http://www.futura.org.br/main.asp

terça-feira, setembro 8

Projeto Generosidade

Átila da Silva, pr.





O que é o projeto?
O Projeto Generosidade procura revelar e repercutir ações e exemplos de gente que faz e promove o bem no Brasil.

Esta é a terceira edição do projeto, que em 2008 divulgou, durante seis meses, histórias inspiradoras e estabeleceu uma doação para a instituição escolhida como a mais relevante entre as ações solidárias divulgadas. O projeto foi tão bem-sucedido nas duas edições anteriores que será repetido este ano, com a parceria das mesmas instituições que apoiam a causa desde sua criação: Bradesco, Chevrolet e O Boticário.

Vale a pena buscar maiores informes no site abaixo.

É claro que muitos peregrinos poderão escrever para lá dando notícia das ações solidárias que, pelo amor prático de Jesus, estão ajudando ativamente a desenvolver.

Abração...

http://projetogenerosidade.com.br/2009/