sábado, outubro 31

ALONE! QUANDO ME SINTO SÓ...

Átila da Silva, pr.

Os sentimentos são influências poderosas dentro de nós. Nem sempre resultam em consequências danosas, mas quando se ligam a desequilíbrios interiores nos tiram do prumo da mente consciente e conectada à realidade... não àquilo que julgamos ser o real, mas o que efetivamente está acontecendo.

É simples para o ser humano tomar decisões ou mesmo enxergar a vida através da influência de um sentimento. Em algumas ocasiões o sentimento é tão forte que parece resumir toda a existência. A parte vira o todo, não existem outros referenciais razoáveis que possam trazer o contraponto, o benefício da dúvida, a cogitação de que existe outra forma de viver além daquela que o sentimento está sugerindo ser absoluta no momento. Veja ao final outras cosiderações: (1)

O peregrino não vive discernindo sua vida a partir dos sentimentos que tem sobre ela, pois sabe que seu coração pode pregar peças (Jeremias 17:9). Também não vive baseando seu dia a dia na racionalidade pessoal, pois esta pode estar desprovida de todos os elementos necessários para perceber a realidade do ponto de vista que discerne, clarifica, edifica, solidifica, embasa, faz crescer.

Por isso, o peregrino sabe que deve manter um estilo de vida - sentimentos, pensamentos, decisões... - apoiado na Palavra de Deus, lida, estudada e interpretada dentro de seus contextos.(2)

Sentimentos são bons, quando não assumem o controle do discernimento do momento ou da vida. (3)

A mente é boa, desde que não se presuma suficiente para pensar e controlar sozinha o viver.

A Palavra de Deus vem sempre antes de tudo (Sl.119:105), mostrando o caminho que ainda não conhecemos, e as verdades espirituais que podemos ter certeza de viver em Deus. É ela que diz: "nunca te deixarei, nunca te desampararei" (Hb.13:5).

O peregrino pode sentir-se só, mas isso será apenas um sentimento. Apesar de todos os estímulos por dentro ou ao redor, o que vale mesmo para ele é a Palavra de Deus!

Estude a Bíblia porque por ela você conseguirá viver sem ser refém das emoções e do racionalismo orgulhoso.
Abraço.
EXTRAS:

1 Em nossa classe de Ética 2, refletindo sobre as complexas relações do suicídio com a cultura brasileira, primordialmente a cultura evangélica, analisamos diversos bilhetes deixados por suicídas. Todos revelam a mesma realidade: sentimentos são os maiores responsáveis por decisões "finais". Se quiser ler esse material:

2 É aqui que reside um dos principais motivos para o desvio e a dogmatização que tem se tornado comum dentro da igreja evangélica brasileira. Ainda no tom da citação do texto (FORA DO CONTEXTO!) "a letra mata, mas o espírito vivifica", crentes têm sido orientados a ler a Bíblia de maneira devocional, ou seja, "leia e ouça o que Deus está lhe falando, sinta sua palavra, deixe que seu coração leve você à verdade de deus, então, se você estiver sentindo paz a palavra já entrou em seu ser!". Bem, não é por um acaso que coloquei em letras minúsculas 'palavra' / 'deus' e em destaque a expressão "sentindo paz", sendo este mais um texto bíblico retirado de seu contexto. O nosso povo gosta de emocionar-se e, quando sente o toque sentimental, acha que encontrou a prova que faltava para que algo seja atribuido finalmente ao toque de Deus.
3 Não é verdade que um sentimento fora de controle gera consequências terríveis?
Se não, pergunte ao garoto que, pelo sentimento da "adrenalina", acelerou demais sua moto sem equipamento de segurança e... a menina que sentindo ser invisível coloca uma roupa provocativa e torna-se a garotinha mais popular entre os meninos que querem apenas usar as mulheres... etc, etc...
FOTOS ESTILIZADAS PELO CONTRA MÃOS. Os créditos estão incluidos em cada uma delas.

sexta-feira, outubro 23

E-SWORD, NOVA VERSÃO

Átila da Silva, pr.

Uma ferramenta de estudo GRÁTIS que está disponível em nova versão é o E-SWORD ("E-ESPADA", no sentido da Palavra de Deus, eletrônica - The Sword of the Lord with an eletronic edge ).
Surge agora na versão 9.5.1.
Ela tem todos os bons recursos de pesquisa como versões de Bíblia (Inclusive versões da Bíblia Hebraica e do Novo Testamento grego), concordâncias bíblicas, comentários bíblicos (consgrados comentaristas), atlas, fotos, gravuras e muito mais. Embora esteja em inglês, ainda, fornece versões de Bíblia em português. Vale a pena tentar utilizá-lo. A instalação é simples. Para aqueles que têm a versão anterior recomendo que a desinstale, pois todos os módulos foram reprojetados, logo a nova versão NÃO FUNCIONARÁ com os modulos antigos.
Aos que instalarão pela primeira vez: baixe o programa ou clic em EXECUTAR. Depois feche o programa. Volte ao site do E-SWORD e escolha os módulos que deseja ter em seu novo programa (Bíblias, dicionarios, comentários, etc.). O programa permite baixar três módulos por vez. Depois de baixar, clic em cada um e siga as instruções (OK). É muito simples.
Abaixo o CONTRA MÃOS disponibiliza a tradução da comparação entre a versão nova e a antiga. Se quiser mais informes ou tirar dúvidas, poste um comentário neste artigo com seu e-mail e procuraremos responder.

video

"Oh! Bendito o homem que semeia livros,
livros à mão cheia e manda o povo pensar!"
Castro Alves
FONTE:

quarta-feira, outubro 21

UMA TOALHA PARA CADA (NOVO) PEREGRINO

Átila da Silva, pr.

Existe uma grande ligação de significado entre os textos do Evangelho de Marcos, capítulo 10 e versos 43 a 45 e do Evangelho de João, capítulo 13 e versos de 13 a 17.

A significação compartilhada passa desapercebida à leitura superficial que estamos acostumados a fazer (influência direta do desprezo pela reflexão aprofundada da Palavra de Deus).

Nestes textos Jesus aparece ensinando. O primeiro é o centro do Evangelho de Marcos, enquanto em João o texto inaugura o segundo volume deste Evangelho, relacionando o resumo das instruções de Cristo. O quadro abaixo demonstra como os ensinos estão relacionados:
(Confira os textos bíblicos!)
Uns devorando os outros...
O Mestre passa a dizer que existe um jeito de ser discípulo, peregrino, que é pautado por um valor em drástica oposição à estrutura comum dos relacionamentos humanos. Nesta estrutura relacional existe a competição, a lei do mais forte e a dignidade e sucesso medidos pela ascensão social e política (PODER), cuja dominação faz pessoas servirem, sob opressão (emocional, espiritual), a propósitos que não escolheram, tendo o outro sempre como rival por um "lugar ao sol", o qual deve ser conquistado de qualquer forma, na batida do "primeiro eu, depois...". Esta realidade pode ser encontrada em todos os âmbitos da sociedade, inclusive no microcosmo religioso-eclesiástico.

Foi registrada por Marcos a declaração incisiva de Jesus: entre os peregrinos NÃO É assim. Ele não disse "não pode ser assim", a afirmação é clara e objetiva: quem está na peregrinação, quem está seguindo como discípulo, não vive assim, pois sua opção é outra. Já em João está registrada a declaração contrária: entre os peregrino É assim. Ou seja, aqueles que têm Jesus como Mestre e Senhor optaram por moldar sua maneira de viver o dia a dia a uma forma muito diferente daquela reinante na sociedade ao redor.

É interessante ver como muitos encontros eclesiásticos tratam os "novos convertidos". Apressam-se a oferecer um evangelho de João, um boletim com a agenda de programas, uma proposta de adesão ao modelo eclesiástico do lugar e um envelope de dízimo. Mas, na verdade, deveriam doar o evangelho e uma toalha. Isto para que a pessoa, pretensa convertida, saiba imediatamente do que é feito o compromisso de vida que está disposta a entregar-se.

Servir voluntariamente é uma vocação passada de Mestre para discípulo, portanto a única forma de ser peregrino!

Nesta caminhada ninguém é mais importante do que aquele que serve. Logo, todo peregrino é importante e na sua maneira de viver (escola, trabalho, lar, etc.) as pessoas podem enxergar claramente o Seu Mestre, pois é e faz exatamente como Ele ensinou e fez, não como constrangido, mas porque escolheu livremente ser amado e amar (Mt.5:16).

Fonte: desenho estilizado por CONTRA MÃOS. Você pode adquirir o original. Siga o link:
http://portuguesbrasileiro.istockphoto.com/file_thumbview_approve.php?size=2&id=9256656

domingo, outubro 11

quarta-feira, outubro 7

SÉRIE SAGRADO - EPISÓDIOS 1 a 3

Átila da Silva, pr.

Uma das maneiras lúcidas de analisarmos e avaliarmos nosso relacionamento com Deus é ouvirmos como outras pessoas definem o sagrado e o relacionam ao seu próprio universo.

Assim, proveremos a nós mesmos um ponto de comparação e elucidação do que envolve nossa própria elaboração do sagrado. É certo que muitos crentes estão chamando Jesus de "Genésio" e autoconvencidos que o ídolo erguido interiormente, por seus pré-conceitos e dogmatismo, é mesmo correspondente ao Peregrino, ao Caminho, à Verdade, à Vida, ao Cabeça, a Cristo Jesus, nosso Senhor.

Mesmo que a imagem seja idêntica,
uma estátua de cera nunca terá vida!

Disponibilizarei a série "SAGRADO" veiculada pelo canal Futura: Reflita e viva!

video

video

video

Fontes: physics.about.com (estilizado por CONTRA MÃOS); Globo.com