terça-feira, maio 4

HOJE SONHEI COM O MUNDO E COM O ENCONTRO COM O MESTRE

Átila da Silva para o CONTRA MÃOS

Hoje tive um sonho muito especial.
Creio que o Mestre pode conversar com o peregrino a partir de um sonho, desde que este não esteja sugestionado, ou seja, apresente ligação com alguma situação recém vivida, a conversas entabuladas antes do sono, a traumas ou forte excitação emocional experienciadas  
------
Vi-me dentro de um super navio completamente corroido pelo zinabre. A ferrugem existia até nas paredes do lugar onde eu habitava. Eu sabia no sonho que o navio representava o mundo. Encontrei-me com centenas de pessoas desorientadas, outras correndo atarefadas, algumas festejando em busca de alegria... fui levado a resgatar muitas pessoas da alienação mental em que viviam. Elas tinham convicção de que aquele navio era o único lugar para se estar. Aquele 'mundo' era o ideal para todos... Busquei pessoas aterrorizadas por homens com espadas nas mãos, gente presa por eles, mulheres e homens que viviam para satisfazer suas ordens. Travei grandes lutas e consegui ver Deus libertando muitas pessoas.
Finalmente, num instante, percebi que não empunhava mais a espada e sabia que era hora de deixar aquele navio. Desci até uma abertura no casco e lancei-me nas águas. Cheguei a um pequeno pier (Uma daquelas viagens rápidas entre lugares). Algumas pessoas estavam lá. Meu amigo Marco Aurélio Formoso me aguardava ali e dirigindo-se a mim disse: "- É aqui mesmo, pastor, vamos esperar o nosso barco".
Logo, ao longe, pude ver um pequeno barco de passageiros, de um azul celeste inacreditável, chegando perto do pier. Todos atiraram-se nas águas, mais uma vez, e logo nos viámos dentro do barco.
-------
Acordei vivenciando uma alegria tão maravilhosa, tão especial, que não encontro referência alguma em minha história de vida. Era uma consciência plena, uma segurança total, um saciamento profundo, uma certeza e gozo não humanos.
Também recebi um discernimento, logo que orei agradecendo aquela experiência tão especial para mim. O imenso navio enferrujado representava o mundo que está se desfazendo. Dentro dele as diversas realidades da sociedade de opressão, dominação e alienação espiritual das pessoas. A espada era a Palavra de Deus. Os embates, todos de ordem espiritual. As libertações, a Graça de Deus em ação em mim e através de mim - instrumento. O desaparecimento da espada: o momento em que a minha tarefa havia terminado. A água: o desapego e a entrega à nova direção do Mestre. O encontro com meu amigo e outras poucas pessoas naquele pier... não sei dizer o que é.
Só posso dizer que nunca vivenciei um sentimento tão maravilhoso em minha vida.
-----
LIção: A peregrinação é vivida num mundo que se desenvolve através de um ambiente corroido e corrozivo. A atuação da ilusão e do aprisionando das mentes é bem explicado pelo apóstolo Paulo:
* 2Co.4:3-4 - Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, é naqueles que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos (mente, raciocínio) dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.
* Ef.2:1-3 - Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos ("corrozivos") delitos e pecados, nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo ("navio"), segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência, entre os quais todos nós também antes andávamos ("obedecíamos")  nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos (mente); e éramos por natureza filhos da ira (de Deus), como também os demais. 

O peregrino não pode deixar-se levar, não pode fincar raízes nesta terra, pois sua esperança está no Mestre e depende unicamente dEle.
Realmente, a peregrinação é uma luta espiritual onde a Espada do Espírito precisa Ser usada. E não nos chama a atenção o constante desprezo pelo estudo e pela prática da Palavra que temos visto dentro de nossas comunidades de fé?

Quanto menos contato com a Palavra de Deus, menos luta espiritual autêntica será vivida.

A luta legítima para o peregrino é por pessoas, por sua libertação, por sua salvação, assim como o Mestre insistentemente ensinou!
Abraço.

4 comentários:

marco aurelio disse...

Bom dia meu amigo pastor,me emocionei muito ( você já deve saber)quando ouvi e li seu sonho.Penso que eu estava lá no deque porque você me ajudou à pular.E porisso pude ajudá-lo quando finalmente você entendeu fez tudo que dependia de você para que outros pulassem também deste "grande navio ".Lembre-se que nem todos vão pular pois acharão que o zinabre é ouro e se apegar a uma cabina será o seu destino.Você fez diferença,nunca esqueça isso.
Que Deus te abençoe.

Marquinho,Formoso.

Leticia Presas disse...

Olá...Lindo seu sonho, cheio da GRAÇA e MISERICÓRDIA do nosso DEUS...que faz tudo com e pelo AMOR, até porque ele não pode agir de outro forma não é?
Obrigado por compartilhar DEUS conosco...
Um grande abraço.
Leticia Presas

GIRLS .BIANCA disse...

Amigo...
Que lindo sonho, uma realidade para nós.
Obrigado por compartilhar Deus conosco(2)...
Um forte abraço
Edna

PH Ideal Piscinas disse...

Boa noite pastor. Esse, esse sonho mais uma vez veio como uma palavra reveladora e ao mesmo tempo desafiadora para aqueles que são peregrinos. Obrigado por compartilhar essa experiência conosco. Isso abriu meus olhos (que mais uma vez estavam se fechando) para aquilo que realmente importa: A missão do peregrino nessa terra.

Forte abraço, Marcelo