quinta-feira, agosto 11

LIDERANÇA E RECOMPENSA

Átila da Silva para o CONTRA MÃOS.

Muitos modelos de liderança cristã já surgiram através dos tempos, mas um tem-se destacado atualmente como a grande febre entre os pastores e líderes eclesiásticos. Escolhi rememorar o antigo desenho para apelidá-lo de "Jeito Mutley de Ser"(1). Mutley era aquele que, para toda tarefa a ser feita por força de sua obrigação e posto, exigia recompensa para cumprí-la. O seu bordão era famoso à época:
"MEDALHA, MEDALHA, MEDALHA"!
Ou seja," Eu faço", mas quero uma medalha, um reconhecimento em público, quero destaque, quero aparecer, quero ascender na escalada socio-eclesiástica.

O líder Mutley usa as pessoas e pastoreia as coisas. É aquele que está sempre muito ocupado construindo, reformando, angariando, dimensionando, contactando para obter, atraindo contribuintes, tirando fotos, aparecendo em filmes publicitários, entregando Bíblias para políticos em frente a Mídia, assumindo cargos sem a mínima noção do que fazer para o bem comum, adulando admiradores frívolos, apoiando causas que até podem se opor ao seu chamado original, mas se trouxerem "MEDALHA, MEDALHA, MEDALHA" corroboram a máxima: "Os fins justificam os meios'.

São líderes preocupados em ter seus títulos transparecendo nos boletins, nas outdoors, nas publicações, nos sites, nos eventos, nos créditos das igrejas para as quais foram chamados para servir...!

O "Jeito Mutley de Ser" reflete bem a busca atual pelo legado em forma de lembrança concreta: placas nas paredes, fotos nas salas, nomes nos templos, 'sua imagem e semelhança' nos ministérios personalizados...

O líder Mutley está fazendo sucesso, não pelo cuidado do rebanho de Deus, mas pela pretensa esperteza(3) de quem guarda para si, de quem prioriza sua visão e que pensa que "quem sabe faz a hora" - "quem aparece é lembrado" - "quem está adiante das mutlidões é mais consagrado do que o que está diante da pequena congregação"...

O caminho bíblico parece ser claro e objetivo:

2 Pastoreai o rebanho de Deus que está entre vós, cuidando dele não por obrigação, mas espontaneamente, segundo a vontade de Deus; nem por interesse em ganho ilícito, mas de boa vontade; 3 nem como dominadores dos que vos foram confiados, mas servindo de exemplo ao rebanho. 4 Quando o Supremo Pastor se manifestar, recebereis a imperecível coroa da glória. (2)

Não é "Medalha, medalha, medalha"! É "coroa"(4) para quem estiver nesse dia da manifestação do Pastor e Dono máximo da Igreja e for achado dentre os Seus...

NOTAS
(1). Lembra-se do desenho de Hanna-Barbera, onde Dick vigarista e seus comparsas precisam impedir um pombo-correio de levar as mensagens de guerra para os inimigos?
(2). 1 Pe.5 - ALMEIDA 21
(3). No sentido de "vaidade exagerada; presunção".
(4). Não para si mesmo, mas para a glória do Senhor, para ser depositada aos Seus pés para que toda a honra e todo louvor sejam apenas dEle... (Veja Rm.11:36: "Porque dEle, e por meio dEle, e para Ele são todas as coisas. A Ele, pois, a glória eternamente. Amém!" (Revista e Atualizada)

Para relembrar e desanuviar...

Nenhum comentário: