quinta-feira, julho 11

OS "PREGA-ODRES"

Átila da Silva para o CONTRA MÃOS


Velho & Novo

Outro dia recebi um e-mail remarcando o horário da reunião de nosso grupo de pregadores(1). Pela pressa, o mano Eduardo digitou assim o 'assunto': "Reunião dos pregaodres". O equívoco evocou em minha mente as palavras do Mestre: 'nem se põe vinho novo em odres velhos...'(2).
Tantos estão ocupando púlpitos, cátedras, liderança de grupos pequenos, escrevendo em blogs, sites, falando nas mídias sobre a Bíblia, mas reproduzindo o mesmo fenômeno espiritual confrontado e enfrentado por Jesus. Os pregadores de odres e vinho velhos... Gente que reproduz uma teologia sistematizada pela adequação do orgulho, ganância e prepotência pessoais à pretensa mensagem da fé. Tentam manter, lado a lado, a conservação de sua maneira de viver e o discipulado de Jesus; a liderança da vida e o Senhorio do Mestre. Uma mistura impossível. Enquanto tentam enfeitar a porta larga, do caminho amplo e espaçoso, para que se pareça com a vida do Reino, com o Evangelho da Graça, vão reeditando o clássico diálogo com Jesus:
"Muitos me dirão naquele dia: 'senhor, senhor, em teu nome não profetizamos e em teu nome expulsamos demônios e em teu nome muitos milagres fizemos?' Então lhes confessarei explicitamente: 'Nunca os conheci; para longe de mim vocês os que praticam o mal' (3).
Sal & luz
Ser um pregador dos 'odres novos do vinho novo' é manter adiante de si mesmo a mensagem da cruz para o velho homem, a porta estreita do caminho difícil como estilo de vida e o banho e a roupa nova, próprios do dia a dia do discípulo, sempre urgentes e prioritários(4). Sem dúvida, aquele que tem em si o 'odre novo do vinho novo' não conseguirá manter-se alienado às pessoas necessitadas. Não conseguirá permanecer seguindo com a acumulação de riquezas e investimento no mundo caído, onde o sonho é ter, conquistar, receber mais. Não verá seu futuro como um dividendo financeiro a ser usufruído em idade avançada. Mas viverá como se hoje fosse o fim, abrindo o ser e permitindo que todas as capacitações, as experiências, os dons, os recursos pessoais, a Palavra internalizada, o amor recebido e a gratidão pela companhia e liderança do Mestre no caminho se tornem instrumentos de vida nas mãos do Espírito Santo, acendendo a luz e levando o tempero espiritual para quem ainda não os recebeu (Mt.5:16).
Quero ser um "prega-odre" do novo, da agenda do Reino, das prioridades de Cristo, do pastoreio que abraça, alcança, socorre, partilha, sacia, capacita para ser, crescer, viver e anunciar, com pão e vida, com tudo o que possa demonstrar que em mim há um rio de água viva que corre para fora de mim mesmo até encontrar o próximo...

NOTAS:
1. Temos uma reunião semanal onde avaliamos a mensagem trazida no domingo anterior e estudamos a Bíblia juntamente com o pregador do domingo seguinte. www.borda.org.br
2. Mt.9:17.
3. Tradução pessoal de Mt.7:22 e 23. Recomendo a mensagem: "A conscientização é o caminho para a decisão".
4. Colossenses 3.
5. Fotos:
a. http://graceembraced.files.wordpress.com/2012/12/wineskins-old-new.jpg?w=600
b. http://gointotheworld.net/wp-content/uploads/2011/02/salt_of_the_earth.jpg