terça-feira, janeiro 31

SE SOU CRÍTICO DE OUTROS...

Átila da Silva para o CONTRA MÃOS


Lembrei-me de uma fala do saudoso John R. W. Stott que faz todo sentido num mundo repleto de críticas vorazes sem auto reflexão:

"Se sou crítico de outros, desejo também ser crítico de mim mesmo... A vida é uma peregrinação de aprendizagem, uma viagem de descobertas na qual nossas perspectivas errôneas são corrigidas, nossas noções distorcidas, ajustadas, nossas opiniões superficiais, aprofundadas e algumas de nossas vastas ignorâncias, diminuídas".

Quando olhamos reflexivamente para nosso interior, sem a condescendência orgulhosa que nos absolve de tudo, que simplifica as complexidades da existência a meros "tentativa e erro" pueris, ou que nos lança e mantém no vazio do erro que não poderá ser 'nunca superado', temos a esperança de viver um dos textos bíblicos mais fabulosos em sua proposta de renovação diária: 

"Aquele que está em Cristo1
é uma nova criação, todos os dias... o passado já passou e tudo se faz novo, sempre."

Para quem se dispõe a caminhar diariamente com o Jesus bíblico, em Sua proposta não religiosa, não alienadora, mas libertária, milagrosa e repleta de frutos para essa vida e a outra, consegue abrir-se para encontrar um lugar de auto análise, de reflexão consciente e transformadora.

Então, a pressa e a avidez por encontrar absolvições superficiais dão lugar para o ver-se com verdade. Perceberemos que, sozinhos, não conseguiremos viver essa novidade de vida diariamente. Bem, é justamente aí que o poder de Cristo se aperfeiçoa em nossa fraqueza e faz brotar de dentro para fora o que nunca sonhamos viver... 

NOTA:
1 Reunido com Ele por um relacionamento pessoal, voluntário, comprometido e total.

FONTE:
Texto Bíblico interpretado: 2 Coríntios 5.17 (Leia Romanos 6.4).
Pensamento de Stott: "A missão cristã no mundo moderno", ultimato, p.12.
Foto: http://www.westmeeteastclinic.com/Wellness/Mind%20Free%20Being.jpg

Nenhum comentário: